Nolan Oswald Dennis

Nolan Oswald Dennis

1988 | Lusaka, Zâmbia

Vive em Johannesburg

É artista multidisciplinar, formado em arquitetura pela University of the Witwatersrand, Johannesburg, e mestre em ciência na arte, cultura e tecnologia pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Suas instalações, desenhos e vídeos investigam quais seriam as condições materiais e metafísicas da decolonização. Por meio de diagramas, desenhos e modelos abstratos, suas obras exploram as estruturas ocultas que predeterminam os limites da nossa imaginação social e política. Suas obras já foram expostas no Palais de Tokyo, Paris, França (2021); Young Congo Biennale, Kinshasa (2019); 9ª Bienal de Berlim (2016); Museu d’Art Contemporani de Barcelona, Espanha (2018). Ganhou o  FNB Art Prize, e foi artista residente no NTU Centre for Contemporary Art Singapore e na Delfina Foundation. Vive em Johannesburg.

A Recurse for Three Oceans

A Recurse for Three Oceans, 2023

Instalação

Composta por um enorme papel de parede de dois metros de altura, objetos variados e água local, a instalação apresenta um diagrama de parede anotado que traça relações recursivas, ou seja, que se repetem enquanto se transformam, no espaço e no tempo que se desdobra de forma fractal no mundo negro. Começando com a geometria triangular do tráfico atlântico de escravos, este trabalho usa modelos fractais de retorno para mapear essas relações de poder e contrapoder em uma geosociometria expandida que inclui o Oceano Índico, o Oceano Pacífico e outras geografias terrestres. A obra explora as condições materiais e metafísicas da descolonização por meio da construção de sistemas no contexto da arte, da ciência, da economia e da política. Dennis apresenta uma estrutura matemática de mudança, revelada por meio de uma estrutura espiritual de relações persistentes – que chamamos de memória –, analisada por meio de uma geografia secreta de possibilidades.